Pesquisar na revista

» busca avancada
Página inicial
Editorial Artigos Autores Volume 12 - n° 2 Volume 12 - n° 1 Volume 11 - n° 2 Volume 11 - n° 1 Volume 10 - n° 2 Volume 10 - n° 1 Volume 9 - n° 2 Volume 9 - n° 1 Volume 8 - n° 2 Volume 8 - n° 1 Volume 7 - n° 2 Volume 7 - n° 1 Volume 6 - n° 1 Volume 5 - n° 1 Volume 4 - n° 1 Volume 3 - n° 2 Volume 3 - n° 1
Usuários Cadastrados
CPF:
Senha:
» lembrete

GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO EM UM HOSPITAL FEDERAL UNIVERSITÁRIO DO NORDESTE DO BRASIL

KNOWLEDGE MANAGEMENT: A STUDY IN A FEDERAL UNIVERSITY HOSPITAL OF NORTHEAST BRAZIL
Josicleide Alves de Oliveira, Ahiram Brunni Cartaxo de Castro, Lydia Maria Pinto Brito

Baixar artigo na íntegra:   baixar arquivo PDF arquivo PDF
baixar arquivo ZIP arquivo ZIP

RESUMO: Com o advento da Gestão do Conhecimento (GC) as organizações estão compelidas à inovação. Nas organizações públicas de saúde tal motivação se dá por cumprir sua função social. Neste sentido a questão de pesquisa foi: como gestores de um Hospital Federal Universitário (HFU) do Nordeste do Brasil percebem a GC? A pesquisa se justifica pela relevância do tema para a gestão de um HFU de ensino, pesquisa, extensão e seus reflexos sociais, pois no campo da assistência à saúde, os hospitais universitários federais são centros de referência de média e alta complexidade para o Sistema Único de Saúde (SUS). O principal objetivo foi: verificar a percepção dos gestores de um HFU sobre a GC. Utilizou-se do modelo de Bukowitz e Williams (2002) para diagnosticar os processos táticos e estratégicos da GC, bem como das variáveis parametrizadas por Brito, Oliveira e Castro (2012). Trata-se de um estudo de caso, de campo e exploratório por pesquisa bibliográfica, com natureza descritiva e abordagem quantitativa. Os resultados demonstraram que: mesmo diante da relevância social de um HFU do Nordeste do Brasil para a sociedade, a GC não era uma prioridade, e não havia também explicitação nem formalização da GC inibindo-se a inovação na área de saúde pública.
ABSTRACT: With the advent of Knowledge Management (KM) organizations are compelled to innovate. In public health organizations such motivation is due to fulfill its social function. Therefore the research question was: how do managers of a Federal University Hospital (HFU) in the Northeast of Brazil perceive the GC? The research is justified by the relevance of the subject for the management of an HFU of teaching, research, extension and its social reflexions, since in the field of health care, federal university hospitals are medium and high complexity reference centers for the Sistema Único de Saúde (SUS). The main objective was to verify the perception of the managers of an HFU on the KM. Was used the Bukowitz and Williams (2002) model to diagnose the tactical and strategic processes of KM, as well as the variables parameterized by Brito, Oliveira and Castro (2012). It is a case study, field and exploratory by bibliographic research, with descriptive nature and quantitative approach. The results demonstrated that: even considering the social relevance of a HFU from Northeast Brazil to society, CG was not a priority, nor was there any explicitness or formalization of KM, inhibiting innovation in public area of health.
PALAVRAS-CHAVE: Gestão do Conhecimento, Hospital Federal Universitário, Nordeste do Brasil.
KEYWORDS: Knowledge Management, Federal University Hospital, Northeast Brazil.

» Dados dos autores

Faculdades FACET - Revista Gestão e Conhecimento | volume 10 - número 2
Licença Creative Commons
Revista Gestão e Conhecimento da FACET Faculdades está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição- CompartilhaIgual 4.0 Internacional
.
Baseado no trabalho disponível em http://gc.facet.br/index.php.