Pesquisar na revista

» busca avancada
Página inicial
Editorial Artigos Autores Volume 13 - n° 1 Volume 12 - n° 2 Volume 12 - n° 1 Volume 11 - n° 2 Volume 11 - n° 1 Volume 10 - n° 2 Volume 10 - n° 1 Volume 9 - n° 2 Volume 9 - n° 1 Volume 8 - n° 2 Volume 8 - n° 1 Volume 7 - n° 2 Volume 7 - n° 1 Volume 6 - n° 1 Volume 5 - n° 1 Volume 4 - n° 1 Volume 3 - n° 2 Volume 3 - n° 1
Usuários Cadastrados
CPF:
Senha:
» lembrete

A INFLUÊNCIA DA ESTRUTURA DE CAPITAL NO VALOR DE MERCADO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE CAPITAL ABERTO

THE INFLUENCE OF CAPITAL STRUCTURE IN THE MARKET VALUE OF BRAZILIAN OPEN CAPITAL COMPANIES
Edson Luiz Ihlenffeldt, Cesiro Aparecido da Cunha Júnior, Fernando Sureck Leal, Jorge Eduardo Scarpin

Baixar artigo na íntegra:   baixar arquivo PDF arquivo PDF
baixar arquivo ZIP arquivo ZIP

RESUMO: O presente estudo aborda o tema Estrutura de capital e ciclo de vida das empresas. Nesta perspectiva o objetivo é mensurar qual a relação entre as alterações na estrutura de capital e a geração de valor de mercado. Como justificativa teórica destacamos que o mercado é importante ferramenta para medir o nível de investimentos na economia e definir rumos de investidores. A justificativa prática é o aspecto social que pode vir a desencadear benefícios, na medida em que as alterações na estrutura de capital influenciam a volatilidade das ações e toda economia. Foram elaborados três painéis balanceados, usando 156 unidades de corte transversal em série temporal de 6 anos, com variáveis dependentes EVA, MVA e Q de Tobin, sendo relacionadas com variáveis independentes patrimônio líquido e capital de terceiros, além das variáveis de controle ativo total, Ebitda, ROE e ROA, totalizando 10.296 observações. A análise permite afirmar que as variáveis dependentes EVA, MVA e Q de Tobin quando relacionadas as variáveis independentes patrimônio líquido e capital de terceiros, e as variáveis de controle ativo total e Ebitda explicam 90% da amostra. Por outro lado, as variáveis ROA e ROE não são capazes de influenciar o valor de mercado e são irrelevantes aos três modelos estatísticos estudados.
ABSTRACT: The present study addresses the theme Capital structure and life cycle of companies. In this perspective, the objective is to measure the relationship between changes in the capital structure and the generation of market value. As a theoretical justification, we emphasize that the market is an important tool to measure the level of investments in the economy and to define investor directions. The practical justification is the social aspect that can generate benefits, as changes in the capital structure influence the volatility of stocks and the whole economy. Three balanced panels were developed, using 156 cross-sectional units in a 6-year time series, with EVA, MVA and Q dependent variables of Tobin, being related to independent variables net equity and third-party capital, in addition to the variables of total active control, Ebitda, ROE and ROA, totaling 10,296 observations. The analysis allows to affirm that the dependent variables EVA, MVA and Q of Tobin when related to the independent variables shareholders' equity and third-party capital, and the variables of total active control and Ebitda explain 90% of the sample. On the other hand, the ROA and ROE variables are not able to influence the market value and are irrelevant to the three statistical models studied
PALAVRAS-CHAVE: estrutura de capital, valor de mercado, indicadores econômicos.
KEYWORDS: capital structure, market value, economic indicators.

» Dados dos autores

Faculdades FACET - Revista Gestão e Conhecimento | volume 12 - número 2
Licença Creative Commons
Revista Gestão e Conhecimento da FACET Faculdades está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição- CompartilhaIgual 4.0 Internacional
.
Baseado no trabalho disponível em http://gc.facet.br/index.php.