Pesquisar na revista

» busca avancada
Página inicial
Editorial Artigos Autores Volume 12 - n° 1 Volume 11 - n° 2 Volume 11 - n° 1 Volume 10 - n° 2 Volume 10 - n° 1 Volume 9 - n° 2 Volume 9 - n° 1 Volume 8 - n° 2 Volume 8 - n° 1 Volume 7 - n° 2 Volume 7 - n° 1 Volume 6 - n° 1 Volume 5 - n° 1 Volume 4 - n° 1 Volume 3 - n° 2 Volume 3 - n° 1
Usuários Cadastrados
CPF:
Senha:
» lembrete

MODELO CONCEITUAL DE PLANO SEQUÊNCIA - APLICADA NO PROCESSO DE INGRESSO DE ALUNOS EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR - IES

Celso da Rosa Filho

Baixar artigo na íntegra:   baixar arquivo PDF arquivo PDF
baixar arquivo ZIP arquivo ZIP

RESUMO: O objetivo fundamental deste estudo consiste em contribuir com a verificação empírica do modelo conceitual de plano de seqüência e avaliar a sua aplicabilidade no âmbito de instituições de ensino superior – IES. Diz respeito a um modelo de mensuração de custeio seqüência que, dentro de uma estrutura lógica, coleta, identifica e acumula os dados formando um sistema de informação para o setor de instituições de ensino superior, para a formação dos custos do processo seletivo dos alunos. Esta nova ferramenta de efeitos de avaliação abrange neste estudo o ingresso de alunos através de processo seletivo e pode ser aplicada em outros segmentos do processo/ciclo de atividades que o aluno tem durante o curso de ensino superior.
Com a utilização de uma metodologia hipotética-dedutiva, apoiada por análise empírica desenvolve-se um modelo conceitual de Plano de Seqüência integrada à Instituição de Ensino Superior. O estudo desenvolve-se a partir da visão sistêmica de uma entidade do setor de ensino superior com o enfoque nos custos, que busca a otimização dos resultados de uma empresa em nível de eficácia, por meio da escolha de alternativas apoiadas pela teoria do controle de gestão que otimiza os fluxos físicos, mensurados pelo modelo CONCEITUAL DE PLANO–SEQÜÊNCIA. A inquietação sobre o modelo conceitual de Plano-Seqüência adequado para atender aos gestores deste setor na instituição de ensino superior como forma de contribuir para o controle de gestão sob novos paradigmas.
O estudo parte da observação, que a falta de um sistema de informações gerencial para o setor, que utiliza dados contábeis e também a influência dos fatores econômicos do ambiente externo e interno, leva os empresários (decisores/diretores) atuantes no processo de seleção, a apresentar baixa eficiência e eficácia nas decisões para otimização dos resultados. Provocam, desta maneira, decisões incorretas em termos de sustentação teórica dos seus resultados, influenciando e comprometendo o seu investimento na instituição e, conseqüentemente a saúde econômico-financeira da entidade.
O modelo conceitual de plano-seqüência enfatiza a mensuração das unidades de ação, por seqüências e que é detalhado pelos eventos econômicos oriundos de transações, que consistem em encontrar os valores dos seus sub-planos de Seqüência. O modelo é formulado em dois tópicos: modelo conceitual de identificação de plano-seqüência e modelo de mensuração de custeio seqüência. No modelo conceitual de identificação, explora-se o aspecto da identificação por unidade de ação, por seqüência da ação, e por último os eventos que impactam o investimento da entidade, seja de caráter econômico ou financeiro. O modelo de mensuração de custeio seqüência trata dos aspectos relacionados com a coleta e acumulação dos dados das unidades de ação, seqüências para a correta mensuração dos custos. Ao final, demonstra-se a eficácia do modelo conceitual de plano-seqüência global para atingir os objetivos da instituição
PALAVRAS-CHAVE: Controle de Gestão, Controle, mensuração de custos e plano-seqüência

» Dados do(a) autor(a)

Faculdades FACET - Revista Gestão e Conhecimento | volume 4 - número 1
Licença Creative Commons
Revista Gestão e Conhecimento da FACET Faculdades está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição- CompartilhaIgual 4.0 Internacional
.
Baseado no trabalho disponível em http://gc.facet.br/index.php.