Pesquisar na revista

» busca avancada
Página inicial
Editorial Artigos Autores Volume 12 - n° 1 Volume 11 - n° 2 Volume 11 - n° 1 Volume 10 - n° 2 Volume 10 - n° 1 Volume 9 - n° 2 Volume 9 - n° 1 Volume 8 - n° 2 Volume 8 - n° 1 Volume 7 - n° 2 Volume 7 - n° 1 Volume 6 - n° 1 Volume 5 - n° 1 Volume 4 - n° 1 Volume 3 - n° 2 Volume 3 - n° 1
Usuários Cadastrados
CPF:
Senha:
» lembrete

ATIVO IMOBILIZADO APÓS CONVERGÊNCIA ORIENTADA PELO CPC 27: UMA ANáLISE DO COMPORTAMENTO DE EMPRESAS DE CONSUMO NãO CíCLICO

FIXED ASSETS AFTER CONVERGENCE ORIENTED BY CPC 27: AN ANALYSIS OF NOT CYCLICAL CONSUMER COMPANIES BEHAVIOR
EMANOEL MARCOS LIMA, ROBERT ARMANDO ESPEJO, ANGELA REGINA TAVEIRA DA COSTA, ROZALVA FILIPI

Baixar artigo na íntegra:   baixar arquivo PDF arquivo PDF
baixar arquivo ZIP arquivo ZIP

RESUMO: O Ativo Imobilizado é formado por bens com capacidade de gerar benefícios para as entidades. As mudanças nas estruturas do ativo imobilizado decorrentes das convergências às normas internacionais de contabilidade – IFRS (International Financial Reporting Standards) evidenciam a condição do bem mais próxima à sua situação “real”, considerando o tempo de vida útil, demonstrando sua efetiva condição econômica. A partir de 2007, por meio da Lei 11.638, a depreciação para fins contábeis deixou de ser aplicada pelas normas do fisco (RIR 99, 2014), permanecendo esse somente para fins de apuração fiscal. Por outro lado, de acordo com o CPC 27, a taxa de vida útil deverá ser calculada com base na vida útil econômica, considerando inclusive, quando aplicável, valor residual. Diante desse contexto, o objetivo da presente investigação é evidenciar o comportamento do ativo imobilizado das empresas do setor de consumo não cíclico da BM&FBovespa após a sua convergência, analisando a aplicação da taxa de vida útil e o valor residual do bem nesse segmento. Metodologicamente, caracterizada como uma pesquisa descritiva, de análise documental e qualitativa, foram analisadas as demonstrações financeiras e suas notas explicativas das empresas no segmento de açúcar e álcool, café, grãos e derivados, carnes e derivados, laticínios e alimentos diversos nos períodos de 2008 a 2013. Os resultados apontaram que o método adotado após a convergência foi depreciação linear, ou seja, há uma tendência de continuidade do mesmo método orientado antes da convergência, podendo causar ao analista dificuldades na análise econômica efetiva do bem empregado na empresa, desvirtuando a motivação para a aplicação do CPC 27.
ABSTRACT: Fixed assets consists on assets capable of generating benefits for organizations. Changes in property, plant and structures arising from the convergence with international accounting standards - IFRS (International Financial Reporting Standards) show the condition of the asset closest to its "real" situation , considering the lifetime , demonstrating its effective economic condition . From 2007 through Law 11,638 , the depreciation for accounting purposes is no longer applied by the rules from tax authorities (RIR 99, 2014), remaining this only for purposes of determining taxes. Furthermore, in accordance with CPC 27, the lifetime rate should be calculated based on the economic useful life, considering including, when applicable, residual value. In this context , the aim of this research is to show the fixed assets behavior of companies in the consumer non cyclical sector from the BM & FBovespa after convergence, analyzing the application of life fee and the residual value of the asset in this segment . Methodologically characterized as a descriptive, documentary and qualitative analysis, financial statements and companies notes were analyzed in the sugar and alcohol segment, coffee, grains and products, meat and meat products, dairy products and various foods from 2008 to 2013 periods. The results showed that the method adopted after the convergence was linear depreciation, ie, there is a continued tendency to proceed the same method before convergence, and this fact may cause to the analyst difficulties involved in economic analysis of good employee in the company, distorting the motivation for the application of CPC 27
PALAVRAS-CHAVE: Ativo Imobilizado, Depreciação, CPC 27
KEYWORDS: Fixed Assets , Depreciation ,CPC 27

» Dados dos autores

Faculdades FACET - Revista Gestão e Conhecimento | volume 9 - número 1
Licença Creative Commons
Revista Gestão e Conhecimento da FACET Faculdades está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição- CompartilhaIgual 4.0 Internacional
.
Baseado no trabalho disponível em http://gc.facet.br/index.php.