Pesquisar na revista

» busca avancada
Página inicial
Editorial Artigos Autores Volume 12 - n° 2 Volume 12 - n° 1 Volume 11 - n° 2 Volume 11 - n° 1 Volume 10 - n° 2 Volume 10 - n° 1 Volume 9 - n° 2 Volume 9 - n° 1 Volume 8 - n° 2 Volume 8 - n° 1 Volume 7 - n° 2 Volume 7 - n° 1 Volume 6 - n° 1 Volume 5 - n° 1 Volume 4 - n° 1 Volume 3 - n° 2 Volume 3 - n° 1
Usuários Cadastrados
CPF:
Senha:
» lembrete

O PRAZER E SOFRIMENTO NO TRABALHO DA ATENÇAO BÁSICA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE GUARABIRA

PLEASURE AND SUFFERING THE ATTENTION OF WORK BASIC GUARABIRA COUNTY HEALTH
Dr. Carlos Eduardo Cavalcanti, Manoel Victor de Araujo Martins

Baixar artigo na íntegra:   baixar arquivo PDF arquivo PDF
baixar arquivo ZIP arquivo ZIP

RESUMO: Trata-se de um estudo quantitativo com o objetivo de analisar o prazer e sofrimento em servidores das Unidades Básicas de Saúde da zona rural inseridos na Atenção Básica de Saúde do Município de Guarabira. Participaram da pesquisa 26 profissionais sendo enfermeiros, médicos, odontólogos, nutricionistas, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem e técnicos de higiene bucal. A coleta de dados foi realizada entre novembro e dezembro de 2014, utilizou-se um questionário sócio demográfico e profissional alem da escala de prazer e sofrimento no trabalho (EIPST). Nos resultados da EIPST (Escala de prazer e sofrimento no trabalho) apenas 1(um) domínio obteve avaliação satisfatória, sendo ele, a realização profissional com 8.52 de media entre as respostas. Os demais domínios tiveram avaliações moderada/critica: Esgotamento profissional com 4.91 de media, Liberdade de Expressão 7.46 e Falta de Reconhecimento 4.45. Portanto o prazer foi percebido na realização profissional enquanto o sofrimento necessitaria de uma nota media inferior a 4(quatro). Conclui-se que, o trabalhador possui diferente forma de obter prazer e sofrimento no trabalho nas UBS da Zona Rural e que com algumas medidas adotadas pela gestão, como por exemplo a criação de avaliações de desempenho, poderão fazer com que os indicadores críticos não façam retroceder à avaliações graves, evoluindo, dessa forma, para que chegue a um patamar de melhor de satisfação. Além disso, a pesquisa mostrou que o sofrimento obteve medias de coeficiente de variância entre 56.75% e 68.99% indicando heterogeneidade nas respostas. Por fim, para que se promova o prazer no trabalho, teria que reduzir o sofrimento e seus consecutivos danos, o reconhecimento e a liberdade de expressão e ainda a realização profissional são elementos necessários e vitais ao trabalho
ABSTRACT: This is a quantitative study with the objective of analyzing pleasure and suffering on servers of Basic Health Units rural inserted into the primary health care in the city of Guarabira. The participants were 26 professionals and nurses, doctors, dentists, nutritionists, psychologists, speech therapists, physiotherapists, nursing technicians and oral hygiene technicians. Data collection was carried out between November and December 2014, we used a questionnaire demographic and professional partner beyond the scale of pleasure and suffering at work (EIPST). The results of EIPST (pleasure and pain scale at work) only one (1) domain obtained satisfactory evaluation, being, job satisfaction with 8:52 media between the answers. Other areas had moderate ratings / review: Burnout 4.91 with media, Freedom of Expression and 7:46 Lack of Recognition 4.45. So pleased was perceived in professional achievement while suffering would require an average mark of less than 4 (four). In conclusion, the worker has a different way to get pleasure and suffering at work in UBS Rural and with some measures adopted by management, such as the creation of performance evaluations, may cause critical indicators do not back to serious reviews, evolving to reach a better level of satisfaction. In addition, research has shown that suffering obtained medium coefficient of variance between 56.75% and 68.99% indicating heterogeneity in responses. Finally, in order to promote pleasure in work, would have to reduce suffering and their consequential damages, recognition and freedom of expression and also professional achievement are necessary and vital elements to work.
PALAVRAS-CHAVE: Prazer e Sofrimento. Realização Profissional. Esgotamento Profissional. Liberdade de Expressão. Reconhecimento Profissional.
KEYWORDS: Pleasure and Suffering. Professional achievement. Professional exhaustion. Freedom of Expression. Professional Recognition.

» Dados dos autores

Faculdades FACET - Revista Gestão e Conhecimento | volume 9 - número 2
Licença Creative Commons
Revista Gestão e Conhecimento da FACET Faculdades está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição- CompartilhaIgual 4.0 Internacional
.
Baseado no trabalho disponível em http://gc.facet.br/index.php.